EnglishPortugueseSpanish
EnglishPortugueseSpanish

vinagre de madeira

O extrato pirolenhoso

Também conhecido como vinagre de madeira e fumaça líquida, possui inúmeras características e aplicações, conheça em nosso site o tudo o que você precisa saber.

AGRICULTURA SUSTENTÁVEL

O grande desafio da agricultura é equalizar a demanda crescente por quantidade e qualidade dos cultivares com uma exploração racional dos recursos, reduzindo o uso de defensivos agrícolas e cuidando da saúde do consumidor e do trabalhador rural.

Há centenas de anos, milhares de agricultores em todo o mundo, principalmente nos países asiáticos, utilizam o extrato pirolenhoso como bioestimulante, visando uma agricultura menos impactante à natureza e mais eficiente em produtividade. 

O extrato pirolenhoso é um produto natural, sustentável, proveniente da transformação térmica da madeira de florestas plantadas. Em virtude de sua multifuncionalidade, derivada das mais de 200 moléculas bioativas presentes, o extrato pirolenhoso potencializa os efeitos dos demais insumos tradicionalmente aplicados no manejo (fungicida, bactericida, herbicida), independente da cultura, e apresenta ainda efeitos sobre a produtividade e vigor do cultivo.

Algumas das moléculas presentes no extrato pirolenhoso, como açúcares, fenóis e ácidos orgânicos, são semelhantes às produzidas e liberadas no solo pelas próprias plantas na forma de exsudados e aleloquímicos, que protegem as plantas de patógenos e estimulam o crescimento da microbiota benéfica. A aplicação do extrato pirolenhoso leva a uma maior absorção de nutrientes pelas plantas, maiores taxas fotossintéticas, maior enraizamento, folhas mais verdes, maior crescimento e vigor. O extrato pirolenhoso também apresenta função adjuvante, co-adjuvante e quelante, além de ser 100% natural e biodegradável. Atua como redutor de pH da calda para adubação foliar, induz resistência sistêmica e facilita a absorção e translocação de nutrientes, melhorando a qualidade de folhas, flores e frutos.

De acordo com a Circular 264 da Embrapa o Extrato Pirolenhoso “apresenta constituição exclusivamente orgânica e é derivado de um recurso renovável, características que o elegem como apto a ser utilizado em sistemas orgânicos de produção”. Além disso, sua aplicação promove a fixação de carbono nas florestas plantadas e reduz a emissão de gases do efeito estufa.

Também segundo a Instrução Normativa de Julho de 2020, o extrato pirolenhoso é um aditivo autorizado para uso em fertilizantes orgânicos e biofertilizantes.

MILENAR E VITAL

A ideia por trás da aplicação do Extrato Pirolenhoso na agricultura não é nova. Ela remonta práticas milenares, herdadas do oriente, que foram aperfeiçoadas e difundidas, ao longo dos anos, para as outras regiões do mundo.

No Brasil, o uso do extrato pirolenhoso foi divulgado e incentivado há algumas décadas pelo Pesquisador e Agrônomo Dr. Shiro Miyasaka, que faleceu aos 92 anos, em 2017. Considerado por muitos o “pai da soja no Brasil”, Shiro Miyasaka chegou ao Brasil com oito anos e se tornou o primeiro japonês a se doutorar em agronomia no país. Foi Chefe da Seção de Leguminosa do Instituto Agronômico de Campinas (IAC), Professor visitante na Universidade de Tsukuba-Japão, Consultor da FINEPE, Consultor da Associação Mokiti Okada Internacional e Introdutor da Agricultura Orgânica no Brasil. Publicou diversos trabalhos científicos e livros, foi homenageado e recebeu diversos prémios. Dr. Shiro dedicou parte de sua vida na divulgação dos benefícios do extrato pirolenhoso e da importância de se adotar uma agricultura natural.

A busca por uma agricultura mais natural, saudável, sustentável e mais produtiva, nunca foi tão necessária. Relatórios que analisam a situação da agricultura em todo o mundo alertam que um aumento significativo da produção agrícola atual será necessário para atender à demanda futura por alimentos, já que a população mundial deverá aumentar de 7,3 para 9,7 bilhões até 2050. O extrato pirolenhoso desponta como uma solução sustentável e vital na busca pelo aumento da produtividade, preservando os recursos naturais e o meio ambiente.

TEOR DE ALCATRÃO DO EXTRATO PIROLENHOSO?

SAÚDE E RENTABILIDADE AO CULTIVO

O extrato pirolenhoso, também conhecido como vinagre de madeira e fumaça líquida, é um produto orgânico produzido por meio da pirólise da madeira. Durante este processo, que consiste no aquecimento da madeira até aproximadamente 400ºC na ausência (ou em baixas concentrações) de oxigênio, as estruturas da lignina, da celulose e da hemicelulose são quebradas em moléculas menores, que se desprendem na forma gasosa. A fumaça é condensada, dando origem ao extrato pirolenhoso.

O extrato pirolenhoso tem caráter ácido e é composto por centenas de moléculas bioativas em solução aquosa que conferem ao produto sua multifuncionalidade. Artigos científicos publicados em revistas nacionais e internacionais e  circulares técnicas da Embrapa descrevem diversas propriedades do extrato pirolenhoso como: Ativador Fisiológico, Repelente de Insetos, Potencializador de Defensivos, Quelante, Redutor de pH, Ativador Nutricional e Biológico, Promotor do Desenvolvimento da Microbiota Benéfica e Acelerador de Compostagem.

O extrato pirolenhoso pode ser aplicado em toda e qualquer cultura, seja no tratamento de sementes, no condicionamento do solo, ou durante as diversas fases fenológicas da planta, conferindo mais saúde e rentabilidade ao cultivo.

O efeito quelante (sequestrante) de cátions do extrato pirolenhoso, proveniente da presença de diversos compostos orgânicos, como os ácidos fenólicos, permite que ele atue no equilíbrio de cargas que envolvem o(s) ingrediente(s) ativo(s) dos agroquímicos, aumentando a disponibilidade e eficácia dos produtos. Os compostos quelantes presentes no extrato pirolenhoso atuam complexando e inativando íons metálicos, evitando que esses íons interajam com o principio ativo do defensivo. Além disso, o extrato pirolenhoso apresenta em sua composição compostos com atividade fungicida, herbicida, bactericida, inseticida e indutora de resistência que também atuam na proteção do cultivo.

Redução de mau odor e redução dos gases de efeito estufa na suinocultura

NUTRIÇÃO ANIMAL

O amplo uso de antibióticos na criação animal tem causado preocupação, principalmente com relação à segurança alimentar. A suplementação das dietas animais com o extrato pirolenhoso tem se mostrado uma alternativa promissora para a redução do uso indiscriminado de antibióticos. Diversas pesquisas científicas têm reportado os benefícios do extrato pirolenhoso associado à ração de aves, porcos, bovinos e cabras.

Em função de sua conhecida ação antibiótica e fungicida, o extrato pirolenhoso contribui no combate de bactérias patogênicas, como a salmonela. Como aditivo dietético, ajuda a recuperar a integridade e a saúde intestinal dos animais. Ao promover o desenvolvimento das vilosidades intestinais e da microbiota benéfica, o extrato pirolenhoso estimula o aumento da disponibilidade e da absorção de nutrientes, resultando em um maior ganho de peso, melhor conversão alimentar e em uma maior qualidade da carne e dos ovos. O extrato pirolenhoso pode ainda atuar no tratamento da Criptosporidiose, com uma redução significativa dos sintomas logo nos primeiros dias de uso. Também elimina a salmonella presente na excreção fecal dos animais e reduz a ocorrência de diarreia nos animais.

Estudos comprovam o aumento no teor de colágeno em até 7% nos ovos, redução dos resíduos de antibióticos na clara e na gema, eliminação de ácaro nas penas, melhoria no sabor, textura, odor e coloração da carne; também reduz de forma significativa o cortisol (hormônio do stress) e aumenta os anticorpos responsáveis pela imunidade.

Além de promover enormes benefícios para a saúde de frangos, suínos, gado, etc., o uso do extrato na alimentação animal se alia à saúde ambiental, já que reduz a emissão de gases fecais nocivos, como: metano, amônia, amina e sulfeto de hidrogênio. Que inclusive, são causadores do mau odor predominante nestes ambientes, efeitos que podem ser consequência de uma melhor digestibilidade da matéria seca e do nitrogênio nas dietas a base de extrato pirolenhoso.

No Brasil, o uso do extrato pirolenhoso foi divulgado e incentivado há algumas décadas pelo Pesquisador e Agrônomo Dr. Shiro Miyasaka, que faleceu aos 92 anos, em 2017. Considerado por muitos o “pai da soja no Brasil”, Shiro Miyasaka chegou ao Brasil com oito anos e se tornou o primeiro japonês a se doutorar em agronomia no país. Foi Chefe da Seção de Leguminosa do Instituto Agronômico de Campinas (IAC), Professor visitante na Universidade de Tsukuba-Japão, Consultor da FINEPE, Consultor da Associação Mokiti Okada Internacional e Introdutor da Agricultura Orgânica no Brasil. Publicou diversos trabalhos científicos e livros, foi homenageado e recebeu diversos prémios. Dr. Shiro dedicou parte de sua vida na divulgação dos benefícios do extrato pirolenhoso e da importância de se adotar uma agricultura natural.

A busca por uma agricultura mais natural, saudável, sustentável e mais produtiva, nunca foi tão necessária. Relatórios que analisam a situação da agricultura em todo o mundo alertam que um aumento significativo da produção agrícola atual será necessário para atender à demanda futura por alimentos, já que a população mundial deverá aumentar de 7,3 para 9,7 bilhões até 2050. O extrato pirolenhoso desponta como uma solução sustentável e vital na busca pelo aumento da produtividade, preservando os recursos naturais e o meio ambiente.

AROMA DE FUMAÇA

O extrato pirolenhoso também tem sido amplamente aplicado na indústria alimentícia, para conferir o aroma de defumado às preparações. Os compostos fenólicos presentes no produto são os principais responsáveis por essas propriedades aromatizantes e flavorizantes. O Guaiacol confere sabor, enquanto o Siringol contribui com o aroma de defumado. Aldeídos e cetonas alifáticas são responsáveis por conferir coloração à carne, a partir de uma reação conhecida como reação de Maillard. Além dos benefícios sensoriais, a fumaça líquida ainda ajuda na conservação, devido a suas propriedades bactericidas e antifúngicas.

Diversos são os produtos que podem ser encontrados no mercado para uso doméstico, restaurantes, indústrias, tendo como matéria prima o extrato pirolenhoso. Também conhecido como Fumaça Líquida e internacionalmente como Liquid Smoke.

O produto pode ser aspergido em carne bovina, frango, porco e peixe, conferindo gosto e aroma de alimento defumado, como se tivesse sido assado em uma churrasqueira. Também pode ser usado em queijos, molhos, farofas, temperos, embutidos em geral, etc.